Previsão do Tempo

Hoje

Alerta para ferrugem da soja

08/10/2015

O II Fórum Norte Gaúcho da Soja contou com palestra do professor Doutor em Fitopatologia, Carlos Alberto Forcelini da Universidade de Passo Fundo – UPF.  Conforme o pesquisador a ferrugem é a principal doença da soja. As pragas e as doenças que atacam a soja reduzem a produção e a qualidade do grão, exigindo medidas de controle ou tratamento fitossanitários eficazes.

De acordo com Forcelini, os aspectos mais importantes do ambiente a ser considerado em aplicações de fungicidas e de inseticidas são a temperatura e a umidade relativa do ar, a velocidade do vento, a presença de orvalho e a ocorrência de chuvas logo após as aplicações. Além destes fatores, o palestrante chamou a atenção para a modificação do ângulo das folhas ao longo do dia, que pode interferir, dificultando ou facilitando a deposição de gotas das pulverizações no interior das plantas. Segundo ele, a maioria das doenças vem da palhada. Daí a importância do produtor ter todos os cuidados com a lavoura.

Forcelini também chamou a atenção para o uso de sementes de boa qualidade, tratadas para obter lavouras com maior produção. Também reforçou a importância de observar a fase adequada da planta na aplicação de fungicidas. O manejo adequado garantirá maior produtividade e rentabilidade. Outro fator importante é a época da semeadura. “No controle da ferrugem, principal doença que ataca a soja, ele recomendou misturas com o protetor. O protetor é uma ferramenta muito útil para o controle da ferrugem da soja. Protege a planta para o fungo não entrar. Deve ser colocado sempre nas primeiras aplicações”, orientou o professor.

 

Fotos: Cleber de Oliveira

Fonte: Atmosfera On Line