Acessibilidade:

Dia do Trabalho

Neste primeiro dia do mês de maio, celebramos o Dia do Trabalhador.

Nossa homenagem à todos que com dedicação e trabalho ajudam a promover uma sociedade mais justa e fraterna.

As conquistas já foram muitas, entretanto os desafios ainda são grandes para que mais pessoas possam ter seu trabalho e viver com dignidade.

Há quase um século o 1º de maio, Dia do Trabalho ou Dia do Trabalhador, é feriado no Brasil. Foi incorporado ao calendário oficial em 1925, embora já existisse uma representatividade antes. A ocasião é comemorativa em 157 países ocidentais, entre eles Estados Unidos e México, que celebram a data deste o final do século XIX. O 1º de maio é símbolo da luta sindical em favor da garantia de direitos dos trabalhadores ao redor do mundo e pelo fim da precarização das atividades laborais.

A data para comemorar o Dia do Trabalho não foi escolhida aleatoriamente. Faz homenagem à manifestação de operários estadunidenses, que em 1º de maio de 1886, foram às ruas das grandes cidades do país para reclamar a redução da carga horária máxima de trabalho por dia e a não diminuição do salário.

Durante o século XIX, com a solidificação da Revolução Industrial iniciada no século anterior, tornou-se comum, nas fábricas dos países industrializados, jornadas de trabalho superiores a 12 horas por dia, sete dias por semana. Os salários eram baixos e as condições de segurança do trabalho eram insalubres, sendo comum a ocorrência de acidentes no âmbito laboral.

1º de maio no Brasil

No Brasil, a alusão ao dia 1º de maio começou na década de 1890, durante o processo de desenvolvimento da indústria brasileira. Nesse período, com a estrutura política do país já sendo República, movimentos trabalhistas começaram a ser formados, sobretudo em São Paulo e no Rio de Janeiro, com ideologias inspiradas no anarcossindicalismo, de matriz italiana, e no comunismo.

Embora existam registros de manifestações operárias já no fim do século XIX, a data no país só foi decretada em 1924, pelo então presidente Artur Bernardes (1875-1955). No entanto, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) só foi sancionada alguns anos depois, na gestão de Getúlio Vargas (1882-1954), durante o período do Estado Novo.

Revolução Industrial e 1º de maio

A Revolução Industrial, iniciada na Inglaterra no século XVIII, foi um dos acontecimentos mais importantes para a instauração do dia 1º de maio. O processo de industrialização alastrou-se para além das fronteiras inglesas, alcançando outros países e continentes. Foi através desse período de intenso desenvolvimento tecnológico que grandes centros urbanos foram formados, o que gerou a concentração de pessoas em seu entorno, sobretudo de operários, cujo trabalho nutria as indústrias.

Imagem destacada:

Fique por dentro das notícias! Cadastre-se no nosso NewsLetter: